Seguidores

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

QUANDO UM DIA SE PASSA

“Quando um dia se passa
Não passa na imaginação”
São palavras que alguém falou
Trazidas do coração.

Em meu peito existem marcas
De um dia que ao longe ficou,
Feridas que não cicatrizam,
Que o tempo não apagou.

Eu choro ao me recordar
Das coisas que um dia sonhei,
Tão longe da realidade
De esperar me cansei.

O meu sonho o vento levou
Como folhas caídas no chão,
Como dias que ao longe ficaram
Só existem na recordação.

Recordar um dia que passou
É de novo viver o passado,
O que adianta tentar esquecer
Se aqui dentro ficou marcado?

Estas marcas que existem em meu peito
São feridas de uma paixão
Que atormenta e queima minh’alma
Como lavas de um vulcão.

Novamente o sol vai se pôr,
Quantas coisas são águas passadas!
A saudade e as mágoas que ferem,
Em meu peito, deixarei guardadas.

Se amanhã ao lembrar ficar triste
É sinal que ainda não passou,
Como podem passar as feridas
De um amor que jamais acabou?

29 comentários:

  1. Olá Marcos
    A ausência de um grande amor deixa cicatrizes profundas de dor e desilusão. Muito lindo viu?
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Marcos, hoje estou passando para lhe convidar a conhecer e acompanhar este espaço onde estou postando junto com outros amigos.
    Aguardo sua visita, pois é um lugar de excelente qualidade e bom gosto.

    http://refugio-origens.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Amigo Marcos
    Um lindo poema a marcar um amor que jamais esqueceu! Deve ter sido um grande, grande amor!
    Muitos parabens.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderExcluir
  4. Olá amigo que belo poetar menino!!!

    Quando um dia se passa... Sempre fica recordação de algo, ainda quando se tem um amor, mesmo assim fica saudades de ontem de um beijo, de um abraço de um momento.
    Amigo muito lindo viu!

    Um abraço na alma!

    Maria Machado

    ResponderExcluir
  5. Marcos, de que adianta sofrer por um amor que passou em nossa vida e só deixou tristeza? A vida é tão linda e um outro amor com certeza virá. Enquanto ele não vem, devemos deixar o amor que findou adormecer lentamente no nosso coração até se transformar numa doce saudade e arrancar de dentro de nós qualquer mágoa ou rancor pois isso só nos deixa amargos e tristes. Sua poesia é linda e transmite a tristeza de um amor que ainda vive no peito. Um bj grande e vai viver, vai amar, a vida está a cada amanhecer te convidando para ser feliz.

    ResponderExcluir
  6. Marcos.
    Eu busquei um poema seu meu amigo
    como não tenho visto você passar no meu blog vim avisar
    seus poemas sempre encantam meu coração.
    Feliz final de semana beijos meus.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido Marcos, vim lhe fazer uma visitinha e também lhe avisar que estou voltando a postar em meu blog >Crônicas do amor<
      Parabéns pelo blog e que o senhor continue escrevendo maravilhosamente bem (^.^)/
      Beijos e abraços de sua amiga e fá...

      Excluir
  8. Boa noite Marcos, passando para um visitinha básica, não resisti a beleza do seu nostálgico poema que deixou marcas em seu coração... Versos lindos e sentidos! Boa noite! Abçs!

    ResponderExcluir
  9. São feridas que não saram...mas talvez não sejam feridas...se o amor não acabou!No meu cantinho estamos em festa com sorteio e novidades. Convido-te a dar lá um saltinho!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  10. Olá, estimado amigo, Marcos!

    Tudo bem? Por aqui, também, embora o frio e a chuva não nos deixem em paz. Aí, calor e algumas chuva, segundo vi na TV.

    Mais um poema, que canta o amor passado, e as lembranças que, HOJE, você ainda guarda dele, aliás, ele ainda existe, segundo você escreve, em seu poema.

    Cada um sabe de si, e Deus sabe de todos, mas, em minha opinião, há muito mais marés que marinheiros/as, e não há, NINGUÉM, insubstituível.

    Recordar é viver, mas tudo é transitório. Se vive o momento, e depois, nas mãos, fica o NADA.

    Nosso eu-lírico, pode engendrar situações, "vestir" e "despir" personagens, mas, duro é, quando tudo isso acontece, na realidade. Creio, que deu para entender.

    Contudo, muitas vezes, somos nós próprios/as os causadores desse amor que acabou, por atitudes erradas e constantes, que o outro/a, não conseguiu continuar a suportar. PENSE NISSO!

    O TEMPO NÃO VOLTA ATRÁS, PORTANTO, VAMOS SEGUIR CAMINHO, COM NOVAS ATITUDES E NOVA IMAGEM.

    Estamos, sempre a tempo, de mudar, e você, melhor que ninguém sabe disso, e você mudou. PARABÉNS por isso!

    Bom domingo.

    Um abraço carinhoso da Luz.

    ResponderExcluir
  11. Olá, estimado Marcos!

    Que é feito de você? Seu pai?

    Estava, aqui, me lembrando de você, sem motivo aparente, mas, a amizade tem dessas coisas.

    Dia 21 desse mês, já essa 6ª feira, é DIA MUNDIAL DA POESIA. Vamos lá, Marcos! fico aguardando novo post, aqui, ou em outro dos seus blogs.

    Boa semana.

    Um abração da Luz.

    ResponderExcluir
  12. Amigos são para sempre, mesmo que o para sempre não exista!
    Pois o destino nos fez amigos mas o coração
    nos tornou todos irmãos.
    No momento em que nos conhecemos laços de amizade fizemos
    por isso nunca tem como esquecer.
    A amizade verdadeira não fica na saudade ,
    mais gravada em nossos corações.
    Estou com muitas saudade beijos no coração.
    Minha linda amizade.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  13. Marcos, mas que lindo, excelente poema, aliás como sempre!!!
    Tem um miminho para você lá no meu blog o TapeteColorido, sinta-se livre para o trazer ou não, mas lembrei-me de você. Desejos de um lindo final de semana.
    Beijinhos de Luz!
    Ana Maria

    ResponderExcluir
  14. Amigo,

    passando para dizer que mudei definitivamente de casa.
    Aguardo sua visita e impressões no novo espaço.
    Um enorme abraço.

    http://euflordealfazema.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. .

    Bonito isso. Muito bonito,
    mesmo.

    Um abração,

    silvioafonso




    .

    ResponderExcluir
  16. Boa tarde,amigo!

    Goste muito de seu trabalho.
    Abraços
    Sinval

    ResponderExcluir
  17. Querido amigo Marcos!

    Senti saudades e aqui estou... teus versos , lindos e tristes como eu estou neste momento, me fazem entender ...tantas coisas!!!

    Um beijo
    veraportella

    ResponderExcluir
  18. Olá, Bicho do Mato.
    Boa noite.

    Nada como a Saudades, dos tempos de outrora. Esses tempos que não voltam mais, são que enamoram a nossa memória.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  19. Saudades do meu bichinho. Olá amigo vindo te dá um abraço e te convidar a participar do 9º Ostra da Poesia, seja como poeta ou votante. Não será agora, mas quem cedo madruga Deus ajuda *gargalhadas*. É um convite spam, sorry, mas tenho muitos bloguxos para visitar. Beijos no coração.

    ResponderExcluir
  20. :-( Venho renovar o convite para participar do 9º Pena de Ouro, até amanhã estarei recebendo as poesias. Caso não deseje participar da brincadeira como poeta espero contar com a tua presença a partir do dia 12/07 para a votação. Um enorme beijo no coração

    ResponderExcluir
  21. Novamente aqui e agora Lambendo ainda as feridas pela passagem do meu paizinho venho te convidar para votação da final do 9º Pena de Ouro... A vida continua e o tempo não para, por isso decidi reativar o concurso/brincadeira, que foi interrompido, quando papai quis ir fazer uma festa no céu. Então venha brincar comigo e os blogueiros que heroicamente não deixam a blogosfera fenecer. Um enorme beijo no coração.

    http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br/

    Desculpe passar tão rápido pela tua casa e nem sentar e saborear teu post... O tempo urge e tirei o dia para convidar a blogosfera, depois volto com calma e te afago, se bem que tu esqueceu deste recanto :-(

    ResponderExcluir
  22. Cadê você amigo?? Parece inacreditável que dois amigos de ideias surpreendentemente diferentes, morando numa mesma cidade e amando a poesia, possam estar tão distantes...sinto saudades de você! Espero que não tenha guardado mágoas de mim, pois eu te guardo no meu coração e as diferenças no pensar são o que apimenta nossa amizade, kkkkkk.
    Aparece, meu amigo, por favor!
    Um beijo enorme desta amiga.
    Ivany

    ResponderExcluir
  23. A Verdade Em Poesia, está a tentar visitar a todos os seus seguidores,
    para deixar abraço amigo e agradecer por termos ficado juntos mais um ano,
    desejar também que este ano lhe traga muitas alegrias, e grandes vitórias.
    Atenciosamente. António.
    PS. tive de seguir outra vez porque estava sem foto, ou sem endereço.

    ResponderExcluir
  24. Depois de um tempo longe dos blogs eu voltei!
    Aguardo visita dos amigos!!!

    http://momentosbrancoepreto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, e verifiquei que eu estava a seguir sem foto, por motivo de uma acção do google, tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço.
    António Jesus Batalha.

    ResponderExcluir
  26. Ótimo poema, Marcos. "Recordar é viver" Já diz o velho ditado. É aquela cantinho seguro onde vamos nos refugiar, descansar em verdes prados, com sombra fresca e brisa amena. Gostei também do visual do blog, muito bonito. Abraços.

    ResponderExcluir

Seu comentário é o combustível da minha inspiração