Seguidores

segunda-feira, 23 de julho de 2012

BAILARINA

À minha priminha Samantha, com todo o carinho


Minha linda bailarina,
Meu anjinho flutuante,
Sobre tuas sapatilhas
Quantos sonhos, num instante...

És criança, és linda, és loira,
És querida, és uma flor...
Vai ensaiando teus passinhos
Com carinho e com amor,

Vai feliz, sempre a bailar,
Nessa fase de quimera,
Que no palco desta vida,
O futuro te espera;

Vai seguindo teu caminho
Com talento e com vontade,
Que, um dia, o teu sonho
Vai tornar realidade.

Este poema foi publicado pela SPJ. (Sociedade dos Poetas Jandaienses), no livro "A poesia como fonte de sabedoria e cultura", em 2009.
Autor: José Marcos Pinto (Bicho do Mato)

10 comentários:

  1. José Marcos,
    primeiro quero te agradecer pela visita e dizer que também estou seguindo teu blog.

    Quanto ao poema, gostei. Achei que ele captou a essência lúdica da bailarina menina-flutuante, a dançar e encantar. Bonito mesmo!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Olá adorei o poema lindo!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Que belezura de quadras, as redondilhas parecem bailar. Muuuuito bom, Poeta!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia obrigada por seguir meu blog,estava dando uma olhadinha vc tem lindos poemas.
    Com certeza voltarei mais vezes.
    Vou indicar seu blog para algumas amigas,pq eu gostei muito beijos.

    ResponderExcluir

Seu comentário é o combustível da minha inspiração